sábado, 28 de agosto de 2010

Meu próprio cérebro contra mim

Aqui é verão e faltam uns 10 dias para a volta às aulas. E não para de chover! Terrinha bem amaldiçoada. Sim, e o marido e o filho estão na Itália, na beira da praia curtindo dias de sol de 40 graus todos os dias. Fico feliz por eles, ao menos alguém está se dando bem.

Já eu....

Estou aqui trabalhando feito um jumento para aprontar o café/bistrô em tempo para abrir em torno do dia 6 de setembro. Muitas coisas para fazer. Muitos detalhes. Muito dinheiro saindo. Não vejo a hora de estar pronto.

Pois hoje madruguei às 6 da manhã. Detalhe: hoje é sábado.Consegui me arrastar até o banheiro e enquanto tomava um banhozinho para acordar, me dei conta que tocava uma musiquinha na minha cabeça:

"Ei! Você aí!
Me dá um dinheiro aí! Me dá um dinheiro aí!
Ah! Não vai dar não?
Então você vai ver a grande confusão
Eu vou beber, beber até cair
Me dá, me dá, me dá oooooôôôô
me dá um dinheiro aí..."

Da onde? Marchinha de carnaval me azucrinando as 6 da manhã, por que??? Não estou com a menor intenção de beber, muito menos até cair, e quanto a pedir dinheiro, não estou pedindo (mas... estou aceitando. Caro queira fazer uma doação eu passo os detalhes para o depósito na minha conta).

Meu cérebro é uma gracinha, não é? O que será que eu andei sonhando essa noite para acordar com essa marchinha insuportável na cabeça? Ou será que enquanto dormia andei tendo mini curtocircuitos em alguma área que ativou justamente essa faixa do meu iTunes cerebral? Aaaaarrrrgggghhhhh!

Pensando bem, ao menos não acordei com o disco arranhado (sim, meu cérebro usa uma vitrola à manivela) em algum funk tenebroso ou alguma melacueca idiota. Funk eu não conheço, ainda bem. Agora melacueca... ninguém merece.

Agora, bem que eu podia ter acordado com o cérebro ecoando um mantra do tipo "Você é maravilhosa, você é poderosa, você vai vencer, energia, disciplina, sucesso e tal". *Suspiros*. Nem meu cérebro me ajuda.

Bom, tenho que ir. São 3 milhas de bike (com subidas íngremes) até o café e o pintor vai estar lá às 8 em ponto (maldita pontualidade britânica).

Um comentário:

Marcos Satoru Kawanami disse...

a pontualidade facilita a vida.