sábado, 3 de janeiro de 2009

Metendo a boca no trombone


Quando resolvi abrir esse blog aqui foi pensando nos meus amigos que moram longe de mim e, principalmente, na minha família. Tá, na verdade não são bem eles que moram longe, na verdade sou eu. Também é claro que se eu não avisar aos amigos eles nunca adivinharão sobre a existência do blog. Mas confesso que ainda não me deu coragem para espalhar a notícia. Queria experimentar um pouco, ver se vou conseguir escrever com assiduidade e tal. Imaginei que ninguém melhor do que a minha família (ou no mínimo minha mãe e minha irmã) para darem o ar da graça, lêrem o que eu escrevo, deixarem comentários e no mínimo clicarem em um dos quadradinhos de múltipla escolha que estão no rodapé de cada dia de postagem. Nem que seja para dizer que isso aqui é um saco, qualquer coisa, pô!

Pois hoje resolvi tomar uma atitude. Liguei para as duas dando intimaço. Ouvi as desculpas esfarrapadas de que o link não abria, não tinham o link, não tinham internet disponível no momento e por aí vai. Ah! Paaaara!

Depois de promessas que fariam uma visita no ato, não deixaram nem rastro. Eu sei que passaram por aqui, mas e aí??? Olha que eu estou de férias e com muito tempo livre para pensar bobagens, então parem de alimentar a minhoca!!! (Sorry, lenda familiar privada).

Queria aproveitar e agradecer à Lizi e à Renata que já me deixaram várias mensagens. Seus blogs são respectivamente o Gente Sensível e o Esconderijo (links à direita, na lista dos blogs que eu adoro ler). Vale super a pena ir conferí-los, o perigo é o vício que eles causam. Quando elas demoram mais de um dia para postar dá uma crise de abstinência das brabas!

Bom, como diz o Jeffinho, parlei!


4 comentários:

Liziane Dotto disse...

ACHO JUSTO!!!!!!!!!!!!! RECLAMA, ESTE POVO É F...... EU SINTO IGUAL... continuarei clicando e te amando...bjs

Claudia disse...

Pois é...acho q fui intimada! Concordo, concordo e assumo a acusação. T amo.
xxxxxxxxxx

LIA B. disse...

Amada, escreves muito bem. És ótima, orgulho meu e da família. Alguns escritores famosos fizeram folhetins antes de publicarem o primeiro romance. Vamos aguardar, pois talento tens. Beijos mami

Anônimo disse...

Oi Cristal, muito legal, estou adorando acompanha-la de longe. Abracao.Carlos