sábado, 27 de dezembro de 2008

Nosso Natal


Nossa véspera de Natal foi legalzinha. Como sempre acontece aqui, o Papai Noel largou o saco dos presentes na porta, tocou a campainha e se mandou para fazer o resto das entregas. O Rafa abriu a porta e lá estava aquela montanha de pacotes esperando por ele. A alegria e empolgação não podem ser mais contagiantes. E praticamente todos os presentes eram para ele. Como é bom ser criança nessas horas!


No dia seguinte fomos na casa de uma tia para o almoço de Natal. A casa fica quase fora de Florença e na beira do rio Arno, é como ir para fora, para a campanha.




Lá nos sentamos numa mesa comprida e com a lareira acesa bem pertinho. Em seguida começa a comilança: entrada, primeiro prato, segundo prato e por aí a fora. Quando parece que chegou ao fim lá vem outro prato. Os italianos não preparam peru de Natal e sim comida italiana mesmo. Começamos com crostini, fatias de presunto casalingo toscano e salame. Depois lasanha. Seguida de um espetinho de cortes de porco com pãozinho. Depois roastbeef. Finalmente uma salada (eles comem a salada por último) e a sobremesa. Esse ano não teve tiramissu, foi Zuppa Inglesa. Não pergunte.


Nessa casa mora um cão chamado Titus. É a coisa mais fofa e mais feia do mundo:




Depois de tanta comilança caminhamos com Titus pela beira do rio. Sestiei durante a tarde sentindo-me a própria jibóia depois de ter engolido um elefante. Caos. No dia seguinte fui correr. Parti sem grandes aspirações mas estava me sentindo tão bem que acabei correndo 15 km. Te mete!!! Fui até Ponte Vecchio e voltei.

Ontem a noite fomos jantar na casa da mãe do Edoardo. Mas conto depois, agora vou saracotear no centro de Florença.
*******************************
Rapidinha: já sei o que vou dar de presente de Natal para a Rachel. Me veio essa inspiração e que pena que não tinha pensado nisso antes, era tão óbvio! (Morre de curiosidade, vai!)

2 comentários:

Liziane Dotto disse...

que delicia... Natal é Natal na praia, em casa, longe ou perto do ninho onde nascemos, o espírito natalino mora nos nossos corações...Dá para mandar o Titus no próximo Natal???????????? bjão, Feliz Natal...

Renata Miranda Ragagnin disse...

Gostei da jibóia depois que comeu o elefante kkkkkkkkkkkkkkk
Me sinto assim com freqüência... Hehehehehehe