quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Vencendo o frio e o cansaço, "The End of Mr Y" e lá vem o Natal

Ontem o Rafa teve aula de tênis. Curiosidade: ele faz tênis no mesmo lugar onde fica meu clube de corrida e a padroeira do clube de tênis é a Maria Esther Bueno. Aproveitei para levar a cachorra para passear pois lá tem um baita gramado onde ela, a cachorra, pode correr bastante e, como nesta época do ano já é noite cerrada as 4:30 da tarde, o lugar é perfeito para eu não perder o bicho.

Enquanto caminhava naquela escuridão, um frio de congelar os ossos e a cachorra correndo desvairadamente para todos os lados, lembrei que deveria retornar mais tarde porque era Running Club night. Considerei seriamente não aparecer, motivos não faltavam:

1- poderia fingir que esqueci,

2-usar a desculpa de que continuo muito cansada da maratona (o que não deixa de ser verdade...),

3-pode ser que não tenha com quem deixar o Rafa,

4- tá muito frio,

5- preciso dar banho na cachorra,

6-preciso escrever cartões de Natal,

7-afazeres domésticos sem fim me aguardam,

8-quero ler meu livro,

9- quero ir para a cama cedo,

10-etc.

Mas não adiantou, tive que ir. Esta seria a última corrida competitiva do clube este ano (temos uma por mês, só entre nós membros do clube) e eu, muito metida como sempre, tive que marcar presença.

Eu sou fera, mesmo! Um frio de congelar os ossos e eu fui correr! Missão cumprida e direto para um ansiado e merecido chuveiro quente. Meu clube de corrida é muito legal porque depois das nossas corridas, socializamos no bar... um suco de laranja e meia pint depois, voltei para casa e fui dormir satisfeita.


******


Terminei de ler "The End of Mr Y", de Scarlett Thomas. Adorei o livro, daqueles que nos deixa triste porque terminou, de tão bom. A personagem principal, a tal estudante de PhD que encontra um livro raríssimo de um cientista da era Vitoriana, depara-se com instruções detalhadas de como, er..., surfar na mente dos outros. Hello? Desistiu de acreditar que o livro é ótimo? Eu sei, soa muito fantasioso e tal, mas juro que é bom. É super recheado com diálogos sobre a teoria da relatividade, partículas sub-atômicas, experimento mental, Derrida, consciência coletiva, evolução das espécies e criação. Tudo muito bem tramado numa história interessante, daquelas que não se consegue parar de ler. Eu realmente adorei. Agora estou tentando escolher um dos livros da pequena pilha (ha!) que tenho ao lado da cama. O problema é que "The End of Mr Y" está ainda muito fresquinho na minha cabeça, eu ainda estou envolvida demais com a história. Está bom estar nesse mundo, tenho vontade de permanecer neste estado, na companhia das sensações, sentimentos e pensamentos que o livro despertou em mim, por mais tempo.


******


Hoje, finalmente fui até o sótão buscar os enfeites de Natal. Mas já estava muito tarde para sair espalhando-os pela casa, então continuam nas suas caixas, só que mais à mão. Amanhã enfeitaremos a árvore de Natal quando o Rafa voltar da escola. Claro que primeiro vou ter que comprar uma árvore de Natal porque a que temos no pátio está um pouco prejudicada, durou 3 Natais a pobre coitada, agora está ressequida e um tanto acabada. Mais uma missão para as tantas que eu tenho amanhã!

2 comentários:

Renata Miranda Ragagnin disse...

Olááááááá adorei seu blog!!!!
Eu ainda não tinha me dedicado a parar e olhar todos os blogs que estão ao meu redor. Azar o meu que perdi de já ter entrado aqui antes, hehehehehehe

Parabéns pelo que escreves!!! è sempre muito bom compartilharmos idéias. Vou linkar o teu no meu. Beijão!!!

Ale Bartelle disse...

Obrigada, amiga!
Sabes que és uma fonte inspiradora, adoro muito ler os teus textos...
Beijão!